'Comité para a Paz no Médio Oriente' pede sanções contra Israel
Radio Latina 19.10.2023
Guerra Israel-Hamas

'Comité para a Paz no Médio Oriente' pede sanções contra Israel

Um homem palestiniano inspeciona os danos na sua casa após um bombardeamento israelita em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em 18 de outubro de 2023, no meio de batalhas contínuas entre Israel e o Hamas.
Guerra Israel-Hamas

'Comité para a Paz no Médio Oriente' pede sanções contra Israel

Um homem palestiniano inspeciona os danos na sua casa após um bombardeamento israelita em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em 18 de outubro de 2023, no meio de batalhas contínuas entre Israel e o Hamas.
Foto: AFP
Radio Latina 19.10.2023
Guerra Israel-Hamas

'Comité para a Paz no Médio Oriente' pede sanções contra Israel

A Comité para a Paz Justa no Médio Oriente (Comité pour une Paix Juste au Proche-Orient - CPJPO) exige uma posição mais forte por parte do Luxemburgo, da União Europeia e dos Estados Unidos para se chegar a uma solução de desescalada do conflito entre Israel e o grupo palestiniano Hamas.

Ouvido pela Rádio Latina, o coordenador do organismo luxemburguês, Gilles Lanners, defende sanções contra Israel para evitar um genocídio.

Gilles Lanners condena ainda os ataques do grupo Hamas, de 7 de outubro, que fizeram 1.400 mortos em Israel. Reconhece que se tratou de um ato de terrorismo, mas lembra que Israel continua a ocupar ilegalmente o território da Palestina.

O responsável distingue ainda o grupo Hamas do povo palestiniano e pede solidariedade para com os civis.

O ataque do grupo Hamas matou 1.400 pessoas no território israelita, enquanto a resposta de Israel já causou mais de três mil vítimas mortais em Gaza, desde 7 de outubro.

Artigo: Henrique de Burgo Foto: Said Khatib


Notícias relacionadas

Palestinianos correm para se abrigar durante um ataque aéreo israelita em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em 18 de outubro de 2023.